8 atividades para tranquilizar e acalmar a criança

acalmar criança

Lidar com as emoções é um constante aprendizado e requer uma boa dose de autoconhecimento, não é mesmo? Quanto mais cedo os pequenos aprendem a fazer isso, melhor tendem a se relacionar com o mundo. Ainda bem que existem muitas maneiras de acalmar a criança — e que podem ser exercitadas diariamente.

As atividades que listamos a seguir ajudam bastante na tarefa de tranquilizar os pequenos em momentos de birra, quando estão ansiosos ou irritados. Continue a leitura para conferir dicas práticas e os melhores momentos para usá-las!

[Especial dia das crianças] Almanaque de atividades para completar e se divertirPowered by Rock Convert

Por que a rotina ajuda a acalmar a criança?

Além de praticar atividades que tranquilizam durante uma crise, é importante que a criança tenha uma rotina bem estabelecida.

A repetição de alguns acontecimentos, como as horas de acordar, brincar para ajudar gastar a energia da criança, tomar banho, comer e dormir contribuem para um ambiente saudável. As crianças se sentem mais confortáveis, pois sabem o que acontecerá durante o dia.

Isso não significa que não pode haver nada de novo ou um acontecimento inesperado, afinal, é preciso um pouco de flexibilidade para lidar com imprevistos, sejam eles bons ou ruins. Mas manter horários preestabelecidos e algumas atividades constantes é uma boa prática para deixá-las mais sossegadas.

Quais atividades ajudam a trazer tranquilidade?

Existem atividades que podem ser feitas no dia a dia e se encaixam perfeitamente na rotina. Já outras podem ser usadas em situações mais estressantes — durante uma birra, por exemplo. Vamos a elas? Veja agora nossa seleção de 8 atividades para tranquilizar e acalmar a criança.

1. Aplicar a técnica mindfulness

A técnica de atenção plena ou mindfulness para crianças consiste em orientá-las para que procurem se concentrar em algo no momento presente — ouvir o som da própria respiração ou pintar um desenho, por exemplo.

Pode ser um exercício de apenas 5 a 10 minutos. O importante é que seja feito de uma forma lúdica e tranquila. Se soar como uma obrigação, de nada adiantará, certo?

2. Fazer bolhas de sabão

Pode até parecer que essa atividade se resuma ao objetivo de brincar, mas ela também gera um efeito muito positivo na atenção e ajuda a acalmar a criança em um momento de crise. É superdivertida e funciona bem tanto com bebês quanto com os maiorezinhos.

No caso dos pequeninos, você pode soprar as bolhas de sabão no entorno para que eles se distraiam com os movimentos e as cores delas. Já as crianças maiores podem fazer as próprias bolhas. Aproveite para ensiná-las a inspirar fundo e soprar o ar devagar para formar as esferas coloridas.

3. Massagear e abraçar

Que pessoa não gosta de se sentir amada, não é mesmo? Às vezes, basta um abraço para acalmar a criança, fazendo com que ela se sinta segura. Durante o abraço, você pode massagear as costas dela ou fazer um carinho na cabeça.

Fale com a voz baixa e tranquila, pedindo para que ela conte como está se sentindo e por que acredita estar assim.

4. Contar histórias

Tente ler o livro preferido ou contar uma história que a criança goste muito, principalmente se perceber que ela está ficando agitada. É uma forma de acalmá-la, mas também uma oportunidade de vocês passarem um tempo maior juntos.

 5. Ouvir músicas

Ouvir uma música tranquila e relaxante proporciona sensação de bem-estar. Se estiver acompanhada de sons da natureza, como o barulho do mar, de um riacho ou de pássaros, fica ainda melhor!

A criança pode prestar atenção nos sons e tentar identificá-los. Pergunte o que ela está ouvindo, se consegue se lembrar de algo e como se sente no momento.

6. Colorir com lápis de cor

Ao pintar um desenho com lápis de cor ou giz de colorir, a criança precisa se concentrar no momento presente e, com isso, tende a se acalmar. Ela também pode fazer uma pintura livre e deixar as emoções fluírem por meio das cores.

7. Brincar com massinha

Os pequenos com mais de 1 ano podem se beneficiar de brincadeiras com massinha. Além de estimular as sensações e a coordenação motora, o ato de sentir a textura e amassar o brinquedo pode ser muito relaxante.

Há produtos industrializados indicados para esse fim, fáceis de encontrar em mercados e papelarias. Vocês mesmos também podem produzi-la em casa. É tranquilo de fazer e leva ingredientes simples:

  • 1 xícara de sal;
  • 4 xícaras de farinha de trigo;
  • 1 ½ xícara de água;
  • 3 colheres de sopa de óleo;
  • corante alimentício e essência.

Misture os 4 primeiros ingredientes até que a massa fique uniforme. Separe-a em algumas partes e use os corantes para dar vida a elas. O ato de produzir a própria massinha já é uma forma de acalmar a criança.

8. Respirar de modo consciente

Nessa atividade, você pode usar uma flor — artificial ou natural — e uma vela. Para ficar ainda mais relaxante, coloque uma música tranquila. O exercício funciona melhor com pequenos a partir de 3 anos.

Peça para a criança cheirar a flor e depois soprar a vela bem devagar, sem deixar que ela se apague. Repita o exercício algumas vezes até perceber que ela está mais tranquila. Faça a primeira vez para demonstrar como funciona e diga que ela pode fazer quantas vezes quiser.

Como incluir essas atividades na rotina?

acalmar criança

Várias dessas atividades podem fazer parte do dia a dia da criança. Experimente ouvir música relaxante antes de dormir, fazer uma massagem antes do banho ou colorir gravuras à noite. Assim, ela vai se tranquilizando e estará mais sossegada quando for para a cama.

Fora esses recursos, há outras coisas que podem a ajudar a criança a encontrar equilíbrio emocional. Um exemplo é praticar o mindfulness rotineiramente, por meio da respiração, durante alguns minutos ao acordar.

Mesmo que, a princípio, a tarefa de acalmar a criança no meio de uma crise possa parecer difícil, ela se tornará mais simples quanto mais vocês praticarem essas atividades. Elas não só tranquilizam os pequenos, como ajudam você a ter paciência e autocontrole para lidar com a situação.

Você sabe que a gente está aqui para ajudar, não sabe? Se quiser tirar alguma dúvida, entre em contato, combinado?

 As informações contidas neste material se fundamentam em estudos psicológicos da criança e servem de base para ajudar com o seu desenvolvimento e educação. Os resultados de tais métodos podem variar de acordo com cada criança, pois dependerão de aspectos individuais e sociais.

Notícias relacionadas

EnglishPortuguêsEspañol